Ir para o conteúdo principal Pular para o rodapé

Taxa de vacância no mercado de condomínios logísticos é de 12% na região Nordeste

IMG_25B

A região Nordeste possui o segundo maior inventário de condomínios logísticos no Brasil

O mercado de condomínios logísticos de alto padrão na região Nordeste apresentou números positivos no segundo trimestre de 2019. Os dados, medidos pela Colliers International Brasil, mostram que taxa de vacância nos condomínios logísticos de alto padrão na região Nordeste segue em queda e no segundo trimestre de 2019 o índice registrado foi de 12%. Quatro estados apresentam taxa de vacância abaixo de 13%, são eles: Paraíba (0%), Ceará (10%), Pernambuco (11%) e Bahia (13%). A região Nordeste já se consolidou com o segundo maior inventário de condomínios logísticos no Brasil, com 1.349 mil m², atrás apenas da região Sudeste.

Já a absorção líquida – saldo da diferença entre as áreas locadas e áreas devolvidas – no primeiro semestre o total na região Nordeste foi de 50 mil m². Os estados com maiores absorções líquidas foram Ceará com 41 mil m², Sergipe com 7 mil m² e Bahia com 3 mil m².

A absorção bruta - quantidade de m² locados - também segue a tendência de crescimento. O total no primeiro semestre foi de 117mil m². O destaque fica para os estados de Pernambuco (58 mil m²), Ceará (49 mil ²), Sergipe (7 mil m²). e Bahia (3 mil m²). Além de empresas de transporte e logística, os segmentos de varejo e produtos de higiene e limpeza estão entre os principais ocupantes de condomínios logísticos na região Nordeste.002_blog

Preço médio. O preço médio pedido foi de R$ 17,5/m² no segundo trimestre de 2019. Os preços mais acessíveis estão no Ceará (R$ 15/m²), Sergipe (R$ 16/m²) e Pernambuco (R$ 17/m²). Já o valor mais alto nos três últimos meses foi encontrado na Bahia (R$ 31/m²).

Novo inventário. Com novos empreendimentos e expansões, no primeiro semestre de 2019 a região Nordeste recebeu novo inventário de 71 mil m² de condomínios logísticos. Atualmente, os estados da Bahia e de Pernambuco apresentam empreendimentos em construção e a previsão é que sejam entreguem mais de 70 mil m² de condomínios logísticos até o primeiro trimestre de 2020.

 

 Fale com nossos especialistas